26.5.14

"Clandestinos e contentes"

O teu amor mais o meu
e a cegada das silvas
a tarde raiava no fim
mas já tarde para a praia

Baixinho era o sol descia
passou um bicho que jamais esqueço
nos dias mais grandes e
confiados de miúdos

Ó camandro de paisagem
onde se vai esconder a gente?

As junções, Lisboa, Ed. Artefacto, 2010. Sobre o livro, que já vai para três anos, ver aqui, e textos de Henrique M.B. Fialho e Nuno Dempster a propósito.